Por que anunciar no Pinterest?‌

Se você ainda não tem uma estratégia de marketing no Pinterest, precisa cogitar se essa plataforma, que está cada dia mais em alta e pode ser uma boa fonte de tráfego do seu público. Aqui contamos se vale produzir conteúdo nela.

Pretensões do Pinterest

Lançado em 2010, o Pinterest é uma rede de busca visual, compartilhamento de imagens e vídeos, atraindo pessoas à procura de ideias e inspiração, que, de acordo com a plataforma, é a nova influência. Ela se orienta, também, pela popularização dos famosos “Do it yourself” (faça você mesmo) e “How-tos” (como fazer), que têm feito parte nos planejamentos de projetos e sonhos para vários momentos da vida. 

Este ano, atingiu os 478 milhões de usuários, deles, 46 milhões de brasileiros, e tem sido identificada mais como uma plataforma pessoal do que social, muito íntima, sem a necessidade de validação pessoal, mais voltada para organizar o que se quer fazer e o que se quer ter.

Qual o objetivo dela? 

Não somente funcionar como um motor de busca, mas se tornar um mural para reunir, organizar e guardar ideias, os posts chamados de “pins”, por isso o nome Pin “alfinete” somado a Interest interesse”. Nesse sentido, o princípio é se tornar um acervo colecionável de acordo com suas afinidades, aspirações, hobbies, área profissional, oportunizando a divulgação de qualquer produto ou serviço em vários formatos. Ao mesmo tempo, consegue captar o que é tendência no mercado, já que a rede é o destino das pessoas que querem planejar o futuro, a curto, médio ou longo prazo, para criar a vida que elas amam.

Para isso, a plataforma agrupa mentalidades e gostos semelhantes, criando comunidades criativas para troca de referências ou roteiros e várias possibilidades de salvamento em boards temáticos, para cada objetivo dos “pinners”, utilizadores do Pinterest. Encontramos ali, entre as principais categorias de pesquisa:

  • dicas de saúde e bem-estar
  • mapeamentos para viagens
  • passo a passo para receitas
  • indicações de entretenimento e arte
  • tendências de beleza, moda e tatuagens
  • tutoriais variados, de maquiagem a jogos 
  • orientações para planejamento de eventos
  • guias de decoração, jardinagem e organizações 

A lista é longa, cabe, captura e conecta marcas e produtos de diversos nichos a audiências de todo o tipo, idade, gênero, região, estilo.

Os usuários, que são tipicamente curiosos, plurais, planejadores e ativos, vão editando, ajustando e aperfeiçoando seu feed, que é baseado em seu histórico de navegação, temas de interesse, os perfis de criadores de conteúdo que seguem e nas suas pastas salvas. Dessa forma, o conteúdo é atualizado com indicações constantemente, segundo as filtragens feitas, para que explorem novas possibilidades.

Quer receber conteúdo exclusivo no seu e-mail?
Obrigado pelo cadastro!

Trazendo alguns números, dentre os pinners brasileiros, conforme traz a Global Web Index em pesquisas de 2019 e 2020, 56% corresponde a mães. Já segundo a ComScore, de 40% a 44% têm entre 15 e 44 anos. Além disso, de acordo com um estudo do Pinterest realizado em colaboração com a Morning Consult, 81% dos usuários no Brasil dizem se sentir felizes na plataforma, 85% a utilizam como fonte de inspiração, 55% para fazer compras online e 71% dos usuários mensais afirmam que ali descobrem novas marcas.

Portanto, para alcançar essa audiência, o Pinterest está disponível na web, com facilidades desenvolvidas por extensões para salvamento de ideias por meio de um só clique via desktop, e em aplicativo, com versão própria para smartphones, Android ou iOS.

Marketing no Pinterest

Visto de um olhar estratégico, o Pinterest é full funnel, recomendado da etapa de inspiração à realidade da conversão, há soluções de anúncios na plataforma para qualquer meta em todas as fases com o business.pinterest.com. Dessa forma, as marcas contemplam e completam a jornada, já que os usuários conhecem produtos, clicam e interagem, estabelecem relações e são direcionados rapidamente para a finalização da compra.

Com uma conta business criada e validada, antes de montar seus grupos de anúncios com seus “pins patrocinados”, o primeiro passo é nomear, pensar nas datas e no objetivo de marketing da sua campanha, se quer gerar reconhecimento, aumentar a consideração, melhorar o alcance, fortalecer o engajamento ou obter conversões, relacionando essa meta com o orçamento diário.

Em seguida, é preciso conhecer e estabelecer sua persona. Quem você quer alcançar? Quais são suas atividades, interesses? Tendo as respostas para essas perguntas, é possível entender que tipo de conteúdo produzir, ou seja, os formatos que irá promover, fotos, vídeos, tutoriais, infográficos, artigos para entregar referências de algo que conversa com o que você vende a um público que está procurando por aquilo. Esse é o ambiente perfeito para chamar atenção, apresentar sua marca, se mostrar relevante, atrair clientes e fidelizá-los.

Além disso, é essencial ter um calendário editorial para seguir, conteúdos consistentes, com visual criativo e frequência são o melhor caminho para que suas publicações conquistem pinners e tenham engajamento, com comentários e compartilhamentos. Também, pense na organização das suas pastas de pins em categorias por palavras-chave, o que direcionará os mecanismos de busca para rastrear e mostrar seu perfil nos resultados de pesquisa.

Por fim, não se esqueça de instalar a tag do Botão Salvar para que o marketing comece do seu site para o Pinterest, integrando todos os outros canais onde sua marca já tem presença estabelecida, Instagram, Facebook, Youtube, blog, e-commerce. Daí em diante, carregar conversões e preparar as análises de dados vão permitir entender sua jornada na rede.